Por Favor aguarde...

Águas da Região de Aveiro inicia actividade

Com o início do mês de Maio, arrancou também a actividade da AdRA – Águas da Região de Aveiro, a primeira empresa criada no âmbito do novo regime das parcerias entre o Estado e as autarquias para a exploração e gestão de sistemas municipais de abastecimento público de água, de saneamento de águas residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos, cujo contrato de parceria foi celebrado a 29 de Julho de 2009. A empresa é responsável pela gestão integrada dos serviços municipais de abastecimento de água para consumo público e de saneamento de águas residuais urbanas, durante os 50 anos de duração da parceria, na área territorial dos 10 municípios (Águeda, Albergaria-a-Velha, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos) que integram o sistema, abrangendo cerca de 120 mil clientes.


O plano de investimentos inicial é de 125 milhões de euros para a expansão e remodelação de infra-estruturas na sua área de influência. Até 2017, vão ser construídas duas novas captações, oito estações de tratamento de água (ETA), 8 estações elevatórias, 24 reservatórios e mais de 100 quilómetros de redes e adutoras, estando prevista a remodelação de uma captação, oito estações elevatórias, 6 reservatórios e de cerca de 45 quilómetros de rede e adutoras. No que diz respeito ao saneamento de águas residuais, o plano de investimentos integra a construção de seis estações de tratamento de águas residuais (ETAR), 171 estações elevatórias e cerca de 850 quilómetros de redes e emissários e ainda a remodelação de 2 ETAR, duas estações elevatórias e 18 quilómetros de rede.


Para financiar este plano inicial de 125 milhões de euros foram apresentadas candidaturas ao POVT/QREN, num montante da ordem dos 96 milhões de euros. O montante de subsídio solicitado para o período 2010-2012 ascende a cerca de 42 milhões de euros.


Durante os 50 anos da parceria, vão ainda ser investidos cerca de 375 milhões de euros na renovação de infra-estruturas e na substituição de equipamentos necessários, com o objectivo de garantir a sustentabilidade e maior fiabilidade do serviço público de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais.


Na dianteira a nível nacional e a acompanhar a tendência europeia, a AdRA assume como princípio uma estratégia de sustentabilidade e ecoeficiência, em benefício do consumidor, das gerações futuras e do meio ambiente. Compromete-se, assim, a assegurar de forma regular, contínua e eficiente a qualidade dos serviços de água na sua área de influência, garantindo a melhor relação custo/qualidade.


A constituição da parceria tem por objectivos viabilizar o investimento continuado no serviço de águas na região – com vista a melhorá-lo, diminuir as perdas de água e infiltrações nas redes de saneamento –, que, isoladamente, os municípios não conseguiriam realizar. O aumento da escala de actividade permite também obter ganhos de eficiência a todos os níveis (operacionais, financeiros, comerciais), que reverterão para um melhor controlo dos custos e para a qualidade do serviço prestado.


Ao cobrir uma população de quase 350 mil habitantes residentes, a nova entidade constitui uma das dez maiores empresas de serviços de água aos consumidores finais do país, quer em número de clientes quer em volume de negócios, e a maior em área de abrangência.


Garantir a qualidade, a continuidade e a eficiência dos serviços públicos de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais, no sentido da protecção da saúde pública, do bem-estar das populações, da protecção do ambiente e da sustentabilidade económico-financeira do sector, contribuindo ainda para o desenvolvimento regional e ordenamento do território, são os objectivos da empresa.

 

Veja também...