Por Favor aguarde...

AdRA está já a investir 7 milhões de euros em Vagos

A Águas da Região de Aveiro tem já em curso ou asseguradas obras em Vagos num valor de 6,9 milhões de euros, do total de 16,3 milhões que vai investir até 2015 neste concelho. O investimento abrange os sistemas de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais, que vão servir mais de 4800 pessoas, e é um bom exemplo dos resultados da parceria que envolve os municípios da região de Aveiro e a Águas de Portugal, para solucionar carências que de outro modo continuariam a afectar as populações.

 

Durante os primeiros cinco anos de actividade, o Plano de Investimentos inicial da AdRA é superior a 125 milhões de euros, para a expansão e remodelação de infra-estruturas, faltando ainda adjudicar algumas obras nos próximos anos. No final deste período, Vagos e os restantes municípios da parceria vão dispor de um nível adequado de infra-estruturas, com vista a responder, quer às necessidades da população, quer às necessidades de desenvolvimento do tecido económico, em termos de abastecimento de água e saneamento.

 

Segundo o acordo de cedência de posição contratual assinado com a Câmara Municipal de Vagos, a AdRA assume, nomeadamente, o contrato de empreitada “Drenagem de Águas Residuais e Pluviais da Zona Sul do município de Vagos”. À AdRA cabe agora gerir a empreitada conjunta, garantindo os custos relativos a águas residuais, enquanto o município fica responsável pelos custos relativos a redes de águas pluviais.

 

No âmbito deste contrato, em três anos, vão ser aplicados 2,64 milhões de euros na rede de drenagem de águas residuais e 1,86 milhões de euros para drenagem de águas pluviais. Os 31,3 km de rede construída, as três estações elevatórias e os 1236 ramais vão servir mais de três mil pessoas.

 

Outras empreitadas vão também ser garantidas pela AdRA. Foram já subscritos os contratos de cedência da posição contratual pela autarquia para a segunda fase da Rede de Drenagem de Águas Residuais em Boco e Ouca, bem como em Covão do Lobo. No primeiro caso (Boco e Ouca) estão em causa 845 mil euros, para chegar a mais de 650 pessoas, e, em Covão do Lobo, vão ser aplicados um total de 983 mil euros, de forma a beneficiar mais de 750 pessoas. As duas empreitadas têm um prazo de execução de dois anos.

 

Além disto, em curso estão já a primeira e a segunda fase da ampliação da rede de drenagem de águas residuais em Vagos, num montante de cerca de 700 mil euros. Obras que vão levar o saneamento a cerca de três centenas de clientes, contribuindo para a melhoria das condições ambientais da região.

 

Para a ajuda ao financiamento de todas estas obras, a AdRA apresentou candidatura ao POVT – Programa Operacional para a Valorização do Território.